sábado, 19 de agosto de 2017

BICENTENÁRIO DE VON MARTIUS -



                 Na sexta-feira dia 18 de agosto estudantes de biologia acompanhados pela profa. Ana Lúcia Costa Ribeiro (que participou do apoio cultural), do Coordenador do Curso Carlos Alfredo e da profa. Maria Helena Carvalho da Silva, estiveram na sede Guapimirim do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, onde se localiza o Museu Von Martius, para as comemorações do bicentenário da chegada ao Brasil de Carl Friedrich Philipp von Marthius (Erlanger, Alemanha, 1794 – Munique, Alemanha, 1868) e do zoólogo  Johann Baptist von Spix (1781-1826). Além das homenagens foram apresentadas músicas da época pela Escola de Música da UFRJ.

                Os naturalistas Integravam a missão científica enviada ao Brasil pelos governos bávaro e austríaco. Eles vieram para o Brasil acompanhando a imperatriz Leopoldina na ocasião de seu casamento com D.Pedro I. Martius permaneceu no país entre 1817 e 1820, percorreram várias regiões do Brasil, iniciando pelo Rio de Janeiro, onde fez a seguinte descrição:

             “Embora eu tenha visto em outras partes do Brasil muitas e variadas florestas primitivas, nenhuma me pareceu mais bela e mais amena do que aquelas que, perto da cidade do Rio de Janeiro e recobrindo as encostas dos montes, recebem o nome de Serra do Mar [Serra dos Órgãos](...) Estas florestas me agradaram muito mais que as outras e ficaram para sempre gravadas no meu espírito, não só porque fossem primitivas e, com isso, um presente para os meus olhos espantados, mas na verdade porque excedem em beleza e suavidade.”

          Seguindo a viagem Martius passou com a por São Paulo, Minas Gerais, Góis, Bahia, Pernambuco, Piauí, Maranhão, Pará e Amazonas, onde exploraram a bacia amazônica. Foram cerca de 10.000 Km percorridos pelos naturalistas que descreveram e coletaram um número grande de informações a respeito da flora e fauna do Brasil, além das tradições populares que encontraram ao longo do trajeto.

                O resultado foi à publicação da "Flora Brasiliensis" que foi publicada em 1840 e concluída em 1906, vários anos depois da morte de Martius. A publicação contém 40 volumes foi produzida entre 1840 e 1906 por Carl Friedrich Philipp von Martius, August Wilhelm Eichler e Ignatz Urban, com a participação de  especialistas de vários países. A obra pode ser consultada na internet no endereço http://florabrasiliensis.cria.org.br/index
        
             Von Martius permaneceu no país entre 1817 e 1820 e ao voltar à Alemanha lecionou botânica na Universidade de Berlim e foi diretor do jardim botânico de Munique.

         

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.